Monday, November 19, 2012

As pequenas coisas.


Quando eu a conheci, achei que podia deixar todas as coisas intactas e começar, dali pro tempo... Mas o tempo nem se importa e te levou embora, pra longe de mim, da gente... de você.
Não tenho aptidão para a perfeição, sou um completo babaca dependente de alguém que não depende de mim, daquele tipo que não aprende a lição, falta estudo prático nessa arte de "deixa a vida como está" e seus derivados.
Hoje as marcas roxas entre as pernas me mostram que não foi o tempo que colocou aquela voz na sala, o corpo mudo e não é mais tão gostoso o passar das horas, a luz apagada não tem o mesmo sabor, o cheiro se foi entre as cinzas, ficou uma mistura de dor e café frio.
A fumaça embaça as janelas e nem estamos no inverno, aqui no inferno o tempo muda, assim como as pequenas coisas da vida.

No comments

© pensamentos voam com o vento;
Maira Gall