Thursday, April 24, 2014

Já achou um cachorro na rua?

Sempre fui azarado, não achava nem moeda enquanto meus amigos contavam notas encontradas na rua, sempre fiquei olhando pro céu pra ver se achava uma nuvem cadente.

Nas buscas vi o céu abrir e fechar diversas vezes, nem sempre de acordo com a estação do ano, estas são como o ano todo, até mais ano se eu pudesse dividir o chuveiro quente em uma ilha deserta, um vinho frio em uma pilha de coberta... O céu fica longe do chão e eu não sei voar, mas onde eles ficaram com medo de cair... Eu pulei por diversão.

Um dia eu encontro o ponto de partida desse motor velho, vai que a carroça anda.

1 comment

Gabriela Fernandes said...

"Sempre fui azarado, não achava nem moeda enquanto meus amigos contavam notas encontradas na rua, sempre fiquei olhando pro céu pra ver se achava uma nuvem cadente.". Igor tu és incrível! Super me identifiquei.

© pensamentos voam com o vento;
Maira Gall